• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Horacio Mendoza 24OUT21
Sermos um exemplo

Tema abordado por Horacio Mendoza em 24 de outubro de 2021

Carlos Oliveira 22OUT21
És mesmo Cristão? Faz o teste

Tema abordado por Carlos Oliveira em 22 de outubro de 2021

Carlos Oliveira
O melhor está para vir - ANA - (4)

Tema abordado por Carlos Oliveira em 17 de outubro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3,4 em 20 de outubro de 2021

 
ver mais
 

05-01-08 - China torna-se no maior fabricante de Bíblias

biblia_chinesa.jpgQUANTOS CHINESES TERÃO OUVIDO FALAR DE JESUS?

Que a China é o maior gigante do mercado mundial não há dúvida; que na China quase tudo se produz e em grande quantidade, nenhuma dúvida também; que o colosso Asiático se tenha convertido no maior produtor mundial de Bíblias já é, no mínimo, muito curioso.

Lembra o correspondente na China do diário Espanhol El Periódico (da Catalunha) que os Chineses não celebram o Natal, que passam o ano em Fevereiro e que boa parte da população do país, «sobretudo a rural, nunca ouviu falar de Jesus ou O associa a uma lenda».

Apesar de tudo isso, é na China que está actualmente o maior fabricante de Bíblias do mundo: a Amity Printing é a empresa que desde a sua abertura, em 1986, já produziu qualquer coisa como 50 milhões de livros, 80 por cento dos quais são escritos em mandarim e vendidos a 10 yuans (menos de um euro), outra parte é editada em oito línguas de minorias étnicas e o restante é para exportação, em especial para África, Ásia e Europa Central.

O artigo do El Periódico conta que são produzidas Bíblias em 90 idiomas, do Eslovaco ao Suahili e até em Braille. As vendas da empresa passaram de meio milhão de exemplares em 1988 para os quase 6,5 milhões em 2005. O que está a dar agora é a edição de bolso, destinada segundo a própria empresa, a um público mais jovem.

A Bíblia esteve proibida na China até Deng Xiaoping chegar ao poder, em 1978, e decretar a liberdade de culto. Mao Tse Tung, pai da República Popular da China (proclamada em 1949) e da Revolução Cultural (anos 1966-1976), considerava as religiões obstáculos à evolução do país e os textos sagrados acabavam geralmente queimados em fogueiras. Nesse período, apenas o Livro Vermelho de Mao não era visto como símbolo subversivo da burguesia.

A China hoje

A China é o terceiro maior país do mundo e possui a maior população do planeta. Além disso, as maiores altitudes do globo encontram-se em seu território. A maior parte da população chinesa vive na região leste, concentrada principalmente em 42 grandes cidades, todas com mais de um milhão de habitantes.

Os chineses se comunicam em mais de 600 dialetos e se dividem em quase 200 grupos étnicos, dos quais 55 são oficialmente reconhecidos. Cerca de um quarto da população é analfabeta. Embora a China seja uma das economias que mais crescem no mundo, a maioria das pessoas é pobre e a renda per capita anual é inferior a €400.

Mais de 60% dos chineses professam não ter nenhuma religião. As religiões locais e o budismo perfazem quase 30% da população, enquanto os Cristãos são estimados em cerca de 6%. A Igreja Chinesa é uma das que crescem mais rapidamente no mundo. Teoricamente, os Cristãos Chineses têm o direito à liberdade religiosa, mas o espaço para evangelização é limitado. Apenas pessoas com mais de dezoito anos podem ser evangelizadas e todas as igrejas devem ser registadas. Os Cristãos não podem se reunir em centros de culto não registados e tampouco evangelizar fora dos templos.

A perseguição e as restrições religiosas têm sido ineficientes para conter a Igreja Chinesa, conseguindo apenas diminuir ligeiramente o seu crescimento. Acredita-se que em 2050 a Igreja Chinesa somará mais de cem milhões de membros, podendo tornar-se numa das maiores forças de evangelismo no mundo caso haja uma maior abertura. Quando as dificuldades para viajar diminuírem o suficiente para que os Chineses se aventurem livremente no exterior, a Igreja Chinesa poderá ser uma das maiores bases de envio de missionários de todos os tempos.

Oremos pela Igreja na China e pelos Chineses.


FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário