• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Fernando Quental 14JUL24
Preparado para viver

Tema abordado por Fernando Quental em 14 de julho de 2024

Carlos Oliveira 12JUL24
O vazio no coração do homem

Tema abordado por Carlos Oliveira em 12 de julho de 2024

Carlos Oliveira 07JUL24
Como vencer relações difíceis

Tema abordado por Carlos Oliveira em 07 de julho de 2024

Estudo Bíblico
Voo sobre a Bíblia: Oseias 1-14

Estudo realizado por David Gomes em 10 de julho de 2024

ver mais
 
 

03-07-2024 - Problemas de púlpito: 41% dos cristãos apoiam o “casamento” entre pessoas do mesmo sexo

Betel Adultos – 2º Trimestre de 2017 – 21/05/2017 – Lição 8: O perigo de  ser enganado por falsos profetas 

 Cuidado com os falsos mestres!

 

     De acordo com pesquisas recentes do Gallup, 71% dos americanos acham que o “casamento” entre pessoas do mesmo sexo deveria ser legal e 64% acreditam que os relacionamentos gays ou lésbicos são moralmente aceitáveis. Esses números são o dobro dos de há uma geração atrás.

     Entre aqueles que frequentam a igreja semanalmente, 41% apoiam o “casamento” entre pessoas do mesmo sexo, enquanto 67% daqueles que frequentam a igreja com menos frequência o fazem.

     No artigo intitulado ‘Problemas de púlpito’, o apologista cristão Ken Ham criticou o ensinamento dos líderes das igrejas.

     “Agora, é muito desanimador que 41% dos frequentadores regulares da igreja não tenham nenhum problema bíblico com “casamentos” homossexuais. É claro que, para mim, essa é a causa raiz desta tendência nas igrejas, a falta de conhecimento e a falta de ensino sobre a autoridade bíblica (que os autores do artigo sugerem, mas nunca afirmam). Em muitas igrejas, a Bíblia é simplesmente ensinada como um livro de bons costumes ou, pior ainda, como um reforço positivo para não sermos ‘julgadores’, diz.

     “Tal como o Rei Jeoaquim em Jeremias 36:20-26, muitos líderes da igreja não têm escrúpulos em cortar a Palavra de Deus e lançá-la no fogo se não gostarem da sua mensagem”, afirma.

     E continua: “A maioria dos líderes da igreja ignora Génesis 1–11 (que é a base de tudo) ou ensina posições de compromisso que minam assim a autoridade da Bíblia. Isto teve um impacto dramático sobre gerações na igreja que não defenderam doutrinas bíblicas como o casamento e o género como deveriam”.

     “A América e, cada vez mais, muitas igrejas ‘cristãs’ abandonaram a autoridade bíblica e substituíram-na pela teologia do ‘sinta-se bem’ e ‘siga o seu coração’. É por isso que o Answers in Genesis (Respostas no Gênesis) foi fundado, para defender a autoridade bíblica desde o primeiro versículo. Toda a humanidade tem um problema de pecado, e esse é o resultado do pecado original de Adão e de todo o nosso pecado contínuo. E a única solução é o Deus-homem Jesus Cristo”, conclui, citando Atos 4:12.

 

Pesquisa

     Os números mais recentes provêm da pesquisa anual de Valores e Crenças da Gallup.

     Quando a Gallup realizou a sua primeira pesquisa sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em 1996, apenas um quarto do público (27%) apoiava a legalização de tais uniões.

     Foram necessários mais 15 anos, até 2011, para que o apoio alcançasse o nível da maioria. Posteriormente, em 2015, apenas um mês antes da decisão do Supremo Tribunal dos EUA no caso Obergefell v. Hodges, o apoio público à legalização do casamento gay ultrapassou os 60%.

     Em 2021, atingiu pela primeira vez a marca de 70% e tem permanecido nesse patamar nos últimos três anos.

 

Apoio de cristãos é menor

     O casamento entre pessoas do mesmo sexo, no entanto, tem apoio relativamente baixo entre os republicanos (EUA) e aqueles que frequentam a igreja semanalmente.

     A Gallup registou aumentos no apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo em todos os principais subgrupos ao longo do tempo. Hoje, a maioria de todos os subgrupos, exceto dois principais – os republicanos (49%) e os frequentadores semanais da igreja (41%) – dizem que os casamentos homossexuais devem ser legalmente reconhecidos.

     O apoio republicano ao casamento gay tem oscilado em torno da marca dos 50% desde 2020, com ligeiras maiorias apoiando-o em 2021 e 2022. Os recentes 49% registados para este grupo são estatisticamente semelhantes ao nível de apoio registado pela Gallup nos últimos anos.

     Tal como todos os outros subgrupos, os frequentadores semanais da igreja (41%) apoiam mais o casamento gay agora do que nas duas décadas anteriores. No entanto, o nível de apoio deles tem-se mantido estável desde 2018, variando entre 40% e 44%.

     Os grupos mais favoráveis ao casamento legal entre pessoas do mesmo sexo são os mesmos encontrados em anos anteriores – adultos com idades entre 18 e 29 anos (89%), Democratas (84%) e frequentadores pouco frequentes da igreja (83%).

 

Conclusão

     O casamento gay tem recebido apoio majoritário nos EUA há mais de uma década, e esse apoio tem-se mostrado crescente na maioria das pesquisas da Gallup desde 1996.

     O casamento entre pessoas do mesmo sexo tornou-se legal nos EUA após a decisão do Supremo Tribunal em Obergefell em 2015, e o presidente Joe Biden assinou uma legislação bipartidária no final do ano passado para evitar futuras tentativas judiciais de revogar sua legalidade.

     Entre muitos grupos – incluindo adultos mais velhos, protestantes e residentes do Sul – as perspetivas sobre o casamento entre mesmo sexo passaram da oposição da maioria ao apoio da maioria ao longo da tendência da Gallup que se estende por mais de um quarto de século. Mas dois grupos continuam resistentes a esta questão, com os republicanos divididos igualmente sobre a legalidade das uniões entre pessoas do mesmo sexo e os frequentadores semanais da igreja mantendo a sua posição contra isso. 

- in Harbinger's Daily

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________________________

NOTA de esclarecimento importante:

Esta secção de notícias é exatamente isso, e tão somente isso: notícias, visando informar o povo de Deus do que vai acontecendo no mundo. Não significa que subscrevamos princípios, práticas e costumes associados às mesmas. O resto do portal esclarece bem e com rigor o que realmente cremos à luz das Escrituras bem manejadas.

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • Rede Móvel
    966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • HORÁRIO
    Clique aqui para ver horário