• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 19ABR24
A obediência da fé

Tema abordado por Carlos Oliveira em 19 de abril de 2024

Carlos Simões 14ABR24
As minhas travessuras

Tema abordado por Carlos Simões em 14 de abril de 2024

Carlos Oliveira 12 ABR24
O teu progenitor

Tema abordado por Carlos Oliveira em 12 de abril de 2024

Estudo Bíblico
Voo sobre a Bíblia: Isaías 28-66

Estudo realizado por David Gomes em 17 de abril de 2024

ver mais
 
 

15-02-2024 - Cristianismo pode estar a diminuir na China, alertam entidades cristãs

Culto em uma igreja na China (Foto representativa: Portas Abertas)

Culto em uma igreja na China (Foto representativa: Portas Abertas)

 

     Apesar de durante anos ser o país com maior população cristã do mundo (também em termos demográficos), esta tendência poderá ser revertida, segundo algumas organizações e entidades.

     Segundo a agência de pesquisa norte-americana Pew Research, embora alguns jornalistas, académicos e organizações de inspiração cristã insistam que o Cristianismo continua a crescer na Chinae que há uma projeção de que a maioria da população se identificará com o mesmo em 2050, dados da Pesquisa Social Geral da China (CGSS) apontam em outra direção.

     Entre 2010 e 2018, o CGSS recolheu consistentemente dados de que cerca de 2% da população chinesa se identificava formalmente com o Cristianismo, dos quais 90% afirmavam ser protestantes.

      Embora alguns sugerissem que a pandemia tinha aumentado as taxas de religiosidade entre os chineses, os pesquisadores recolheram novamente dados em 2021 e descobriram que apenas 1% dos entrevistados afirmaram ser Cristãos, abaixo dos 2% nas edições anteriores.

     “É importante notar que os dados da pesquisa de 2021 não são diretamente comparáveis ​​com dados anteriores porque os surtos de COVID-19 em algumas regiões da China tornaram impossível alcançar a mesma cobertura que nos dados pré-pandémicos”, explica a Pew Research.

 

Variação de dados 

     É difícil encontrar um dado geral único sobre o estado do Cristianismo na China.

     Por exemplo, em 2018, a pesquisa realizada pelo Painel de Estudos da Família da China mostrou que até 3% dos entrevistados disseram acreditar exclusivamente no Deus cristão, enquanto 4% acreditavam em outra divindade não-cristã além do mesmo Deus do Cristianismo.

     O ministério Portas Abertas, que monitoriza o estado da liberdade religiosa dos Cristãos em todo o mundo, estima que existam cerca de 96,7 milhões de Cristãos na China, o equivalente a pouco menos de 7% do total demográfico.

     Além disso, há dez anos, Fung Yang, professor de sociologia na Universidade Purdue, publicou Religion in China: Survival and Revival under Comunista Rule (Religião na China: Sobrevivência e Renascimento sob o Governo Comunista), onde afirmou que, até 2025, a China se tornaria no país com mais Cristãos no mundo, e que até 2030 o Cristianismo representaria 247 milhões de pessoas, superando países de tradição cristã como México, Brasil e Estados Unidos.

 

Razões para um possível declínio

     A primeira razão que poderia explicar o possível declínio do Cristianismo na China é a crescente intensidade com que o governo controla todos os grupos religiosos.

     A Comissão dos Estados Unidos para a Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) pediu à Casa Branca que considerasse o gigante asiático como um “país de particular preocupação por se envolver em violações sistemáticas, contínuas e flagrantes da liberdade religiosa, tal como definida pelo direito internacional”.

     Além disso, no seu último relatório, analisando o que aconteceu em 2022, disseram que as condições de liberdade religiosa na China “deterioraram-se”.

     O governo chinês tem continuado a controlar as igrejas domésticas do país, bem como a presença de símbolos do Partido Comunista Chinês nas igrejas .

     Esse controlo também afetou a esfera virtual, censurando a distribuição de pregações e material cristão na Internet sem autorização prévia do governo.

     A ı sublinha também o “envelhecimento” da população cristã na China, e aponta medidas como a proibição da educação religiosa e de atividades para crianças, o que impede a transmissão da identidade cristã à próxima geração.

- in Evangelical Focus

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________________________

NOTA de esclarecimento importante:

Esta secção de notícias é exatamente isso, e tão somente isso: notícias, visando informar o povo de Deus do que vai acontecendo no mundo. Não significa que subscrevamos princípios, práticas e costumes associados às mesmas. O resto do portal esclarece bem e com rigor o que realmente cremos à luz das Escrituras bem manejadas.

 

 

 

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • Rede Móvel
    966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • HORÁRIO
    Clique aqui para ver horário