• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Fernando Quental 16JAN22
Tribulação e tentação

Tema abordado por Fernando Quental em 16 de janeiro de 2022

Carlos Oliveira 14JAN21
Porque Deus permite a tragédia?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 14 de janeiro de 2022

David Gomes 09JAN21
A oração de Jesus

Tema abordado por David Gomes em 09 de janeiro de 2022

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:7 em 12 de janeiro de 2022

 
ver mais
 

12-01-2022 - Aborto foi a principal causa de morte em todo o mundo pelo terceiro ano consecutivo

 
Mulher grávida
 

     Pelo segundo ano consecutivo, o aborto tem sido a principal causa de morte em todo o mundo, com mais de três vezes mais perdas de vidas devido ao aborto do que a segunda principal causa de morte.

     Os números são indicados pelo nosso banco de dados que rastreia estatísticas de saúde, população global e outras métricas em tempo real. Ele determina o número de abortos realizados no mundo com base em dados obtidos da Organização Mundial de Saúde.

     O último dado em tempo real disponível, conforme apareceu na véspera de Ano Novo, capturado pela ferramenta de arquivo da Internet, The Wayback Machine, revelou que aproximadamente 42,6 milhões de abortos foram realizados em todo o mundo em 2021.

 

     Em contraste, apenas 13 milhões de pessoas morreram de doenças transmissíveis, a segunda principal causa de morte no ano passado. As outras principais causas de morte empalideceram em comparação com o aborto, com 8,2 milhões de pessoas a morrer de cancro em todo o mundo, quase 5 milhões de mortes causadas pelo fumo, aproximadamente 2,5 milhões de mortes relacionadas com o álcool, quase 1,7 milhão de pessoas sucumbindo ao HIV / SIDA, mais de 1,3 milhões de pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito e quase 1,1 milhão de suicídios em todo o mundo.

     Além disso, doenças relacionadas com a água causaram aproximadamente 850.000 mortes, a gripe sazonal matou quase meio milhão de pessoas, quase 400.000 morreram por causa da malária e mais de 300.000 mães perderam a vida durante o parto no ano passado. Um conjunto separado de estatísticas de coronavírus também compiladas pelo Worldometer revelou que 3.524.139 pessoas morreram com complicações de Covid-19 em 2021.

     Aproximadamente 58,7 milhões de pessoas morreram em 2021. Esse número não inclui aqueles que morreram de aborto. Se o aborto como causa de morte fosse incluído, o número de mortes no ano passado teria ultrapassado 100 milhões.

Principal causa de morte

     2021 não é o primeiro ano em que o aborto foi a principal causa de morte em todo o mundo. Dados do Worldometer obtidos pela Wayback Machine na véspera de Ano Novo de 2020 revelaram que mais de 42,6 milhões de abortos foram realizados naquele ano. Mais uma vez, o número de abortos foi três vezes o número de pessoas que morreram de doenças transmissíveis.

     Em 2019, o Worldometer descobriu que ocorreram 42,4 milhões de abortos. Na tarde de terça-feira, apenas quatro dias em 2022, mais de 400.000 abortos foram realizados em todo o mundo.

     Além de ser a principal causa de morte em todo o mundo, o aborto também é a principal causa de morte nos Estados Unidos. O Guttmacher Institute, um grupo de defesa do aborto, relatou que 862.320 abortos foram realizados nos Estados Unidos em 2017.

     Naquele mesmo ano, dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças descobriram que a principal causa de morte nos Estados Unidos, além do aborto, doenças cardíacas, matou 647.457 pessoas. O número total de mortes nos EUA em 2017, sem incluir abortos, foi de 2.813.503. A inclusão de abortos aumenta o número de mortes para quase 3,7 milhões.

     Em 2019, o CDC relatou que 625.346 abortos foram realizados nos Estados Unidos. No entanto, essa estatística inclui apenas dados de 47 dos 50 estados e da cidade de Nova York. Além disso, o número de abortos relatados não inclui dados da Califórnia, o estado mais populoso do país.

- in Wordometer

 

 

 

 

 

 

 

_________________________________________

NOTA de esclarecimento importante:

Esta secção de notícias é exatamente isso, e tão somente isso: notícias, visando informar o povo de Deus do que vai acontecendo no mundo. Não significa que subscrevamos princípios, práticas e costumes associados às mesmas. O resto do portal esclarece bem e com rigor o que realmente cremos à luz das Escrituras bem manejadas.

 

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário