A Profecia e o Reino Messiânico

Cornelius R. Stam
 
 
     Como já vimos, o plano de Deus para o estabelecimento do reino Messiânico não constituía nenhum segredo para os Judeus dos dias de Cristo. O reino é precisamente o tema da profecia do Velho Testamento e é ali descrito em grande detalhe. Alguns dos principais factos a serem notados no que respeita a ele são os seguintes:
 

1. Será estabelecido na terra: “Eu Te darei ... os fins da TERRA por Tua possessão” (Salmo 2:8). “A TERRA se encherá do conhecimento do Senhor” (Isa. 11:9). “Um Rei reinará e prosperará, e executará o juízo e a justiça na TERRA” (Jer. 23:5). “Não faltará, nem será quebrantado, até que ponha na TERRA o juízo “ (Isa. 42:4).

     Os anjos confirmaram isto quando, no Seu nascimento, louvaram a Deus, dizendo: “Glória a Deus nas alturas, paz na TERRA, boa vontade para com os homens” (Lucas 2:14).

     O Senhor também confirmou isto quando disse: “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão A TERRA” (Mat. 5:5), e ensinou os Seus discípulos a orar: “VENHA a nós o Teu reino. Seja feita a Tua vontade, assim na TERRA como no céu” (Mat. 6:10).

     O reino que João Baptista, o Senhor e os doze proclamaram como “tendo chegado” ou “estando próximo” era na verdade “o reino dos céus” (Mat. 3:1-2; 4:17; 10:5-7), mas seria estabelecido na terra. Agora, enquanto o seu estabelecimento se encontra suspenso, está investido no próprio Cristo no céu (Col. 1:13), mas o alvo da profecia é o estabelecimento do reino na terra (Rom. 11:25-29).

2. Será uma teocracia. O próprio Deus reinará na pessoa de Cristo: “Eles chamarão o Seu nome Emanuel, que interpretado é, Deus connosco” (Isa. 7:14; Mat. 1:23). “E o Seu nome será ... Deus forte” (Isa. 9:6). “O Senhor será Rei sobre toda a terra” (Zac. 14:9). “O Rei, o Senhor dos Exércitos” (Zac. 14:16).

3. Centralizar-se-á  em Jerusalém, a capital de Israel: “De Sião sairá a lei , e a Palavra do Senhor de Jerusalém” (Isa. 2:3). “O Senhor dos exércitos reinará no monte de Sião, e em Jerusalém” (Isa. 24:23). “Nesse tempo chamarão a Jerusalém o trono do Senhor” (Jer. 3:17).  Assim, Ele reinará primariamente sobre Israel (Miq. 5:2).

      Isto foi confirmado pelo anjo Gabriel (Lucas 1:32-33), pelos Magos (Mat. 2:1-2) e pelo próprio Senhor (Mat. 19:28).

4. Estender-se-á a toda a terra: “E todos os reis se prostrarão perante Ele, todas as nações O servirão” (Salmo 72:11). “E foi-Lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas O servissem” (Dan. 7:14). “Assim virão muitos povos, e poderosas nações, buscar em Jerusalém o Senhor dos exércitos, e suplicar a bênção do Senhor” (Zac. 8:22).

5. Todo o Israel será então salvo: “Todos Me conhecerão, desde o mais pequeno deles até ao maior” (Jer. 31:34). “E os livrarei ... e os purificarei; assim eles serão o Meu povo, e Eu serei o seu Deus” (Eze. 37:23).

     Isto foi confirmado por Paulo em Romanos 11:26, etc.

6. Então o sofrimento e dor de Israel desaparecerão: “Falai benignamente a Jerusalém ... que já a sua malícia é acabada, que a sua iniquidade está expiada” (Isa. 40:2). “Dê-se-lhes ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, vestido de louvor por espírito angustiado” (Isa. 61:3). "Gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido” (Isa. 35:10).

7.  Então Israel tornar-se-á uma bênção para todas as nações: “E as nações caminharão à tua luz, e os reis, ao resplendor que te nasceu” (Isa. 60:3). “E há-de acontecer, ó casa de Israel e ó casa de Judá, que, assim como fostes uma maldição entre as nações, assim vos salvarei, e sereis uma bênção” (Zac. 8:13). “Naquele dia sucederá que pegarão dez homens, de todas as línguas das nações, pegarão, sim, na orla do vestido dum Judeu, dizendo:  Iremos convosco, porque temos ouvido que Deus está convosco” (Zac. 8:23).

     Estas promessas baseiam-se na promessa que Deus fez com Abraão: “Eu multiplicarei a tua semente ... e na tua semente serão benditas todas as nações da terra”  (Gén. 22:17-18).

8. O governo será purificado: “Julgará com justiça os pobres, e repreenderá com equidade os mansos da terra” (Isa. 11:4). “Porque, como a terra produz os seus renovos, e como o horto faz brotar o que nele se semeia, assim o Senhor Jeová fará brotar a justiça e o louvor para todas as nações” (Isa. 61:11). “Um Rei reinará e prosperará, e executará o juízo e a justiça na terra”  (Jer. 23:5).

9. A guerra e o derramamento de sangue serão abolidos.1 “O Seu nome será ... Príncipe da Paz”  (Isa. 9:6). “E Ele exercerá o juízo sobre as Gentes, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões, e as suas lanças em foices: não levantará espada nação contra nação, nem aprenderão mais a guerrear”  (Isa. 2:4).

10. A saúde e a longevidade de vida serão restauradas na humanidade: “Então os olhos dos cegos serão abertos, e os ouvidos dos surdos se abrirão. Então os coxos saltarão como cervos, e a língua do mudo cantará” (Isa. 35:5-6). “Não haverá mais nela criança de poucos dias, nem velho que não cumpra os seus dias; porque o mancebo morrerá de cem anos; mas o pecador de cem anos será amaldiçoado”  (Isa. 65:20).2

11. A criação animal será subjugada e amansada: “E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o filho de leão e a nédia ovelha viverão juntos, e um menino pequeno os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, e seus filhos juntos se deitarão; e o leão comerá palha como o boi. E brincará a criança de peito sobre a toca do áspide, e o já desmamado meterá a sua mão na cova do basilisco. Não se fará dano nem mal algum em todo o monte da Minha santidade, porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar”. (Isa. 11:6-9).

12.  A maldição será removida da criação vegetal: “O deserto e os lugares secos se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa. Abundantemente florescerá ... porque águas arrebentarão no deserto e ribeiros no ermo. E a terra seca se transformará em tanques, e a terra sedenta em mananciais de águas” (Isa. 35:1, 2, 6, 7).


1  Quando, no fim do milénio, Satanás for “solto por um pouco de tempo”, ele enganará a muitos e reunirá um exército contra Jerusalém, mas antes que os seus soldados comecem a lutar, cairá fogo do céu que os devorará e o próprio Satanás será lançado no lago de fogo (Apoc. 20:7-10).

2 Isto é, aquele que morrer aos cem anos de idade será considerado uma criança e terá sido amaldiçoado pelo pecado, que nesse tempo não será tolerado.
 
C.R. Stam
Coisas Que Diferem
 

Sermões e Estudos

CMO 10DEZ17
Alerta Pungente Duplo

Sermão proferido por Carlos M. Oliveira em 10 de dezembro de 2017

Simao Santos 01DEZ17a
Origem bíblica do dispensacionalismo

Sermão proferido por Simão Santos em 01 de dezembro de 2017

Teles
Depoimento e Súmula

Testemunho de José Teles em 02 de dezembro de 2017

Perguntas respostas
Perguntas e Respostas

Conferência Bíblica Dispensacionalista realizada 01-03 de dezembro de 2017

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    Quinta do Conde
  • geral@iqc.pt
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • Domingo: 10:00, Ceia do Senhor
    11:00, Pregação e Escola Dominical
    Quarta-feira: 21:00, Oração e Estudo Bíblico